Busca Avançada

Total de ONGs Cadastradas: 210

Resultado do V Edital de Microprojetos

A Agência do Bem primeiramente agradece a todos os participantes do V Edital de Microprojetos, parabenizando cada um deles por seu trabalho e empenho nas atividades que primam pela busca e prática do desenvolvimento social.

Foram contempladas as mais diversas áreas de atuação, todas em consonância com as diretrizes estratégicas da Rede de Organizações do Bem. Cada proposta vencedora receberá um prêmio de R$ 2.500,00 (dois mil e quinhentos reais) para ajudar na execução dos seus trabalhos, contribuindo com sua aplicação nas comunidades. Conheça abaixo os ganhadores e um pouco da história de cada um deles:

Providenciando a Favor da Vida – Horta Inteligente

O projeto Horta Inteligente atua com educação ambiental na comunidade da Providência, Gamboa,  com crianças de 2 a 5 anos de idade que estudam nas escolas locais. Além de espaço para uma horta orgânica, é desenvolvida uma metodologia que inclui a implantação de hortas pedagógicas dentro das creches e a realização semanal de atividades artísticas, de culinária saudável, coleta seletiva e reciclagem. De modo lúdico as crianças são estimuladas a plantar e fazer a manutenção da horta. A cada ciclo de trabalho o projeto é apresentado aos responsáveis e estes são convidados a acompanhar o desenvolvimento motor e cognitivo da criança.

Centro Cultural Donana

Localizado no bairro Piam, em Belford Roxo, o Centro Cultural Donana surgiu em meados da década de 80, como um espaço voltado para as artes e alfabetização de crianças, jovens e adultos, além de diferentes atividades envolvendo exposições e um forte trabalho de incentivo musical, originando bandas como Negril e Cidade Negra. Hoje o Donana oferece gratuitamente aulas de capoeira , sessões de cineclube, cursos, exposições de arte e workshops sobre cultura, além de eventos de poesia e música.

Projeto Recriando Raízes

Iniciaram trançando os cabelos das meninas nas ruas de Costa Barros e exibindo sessões de filmes às crianças como forma de oferecer a elas algum entretenimento e atenção. Foi então que  Alba Silva e Ilma Rocha começaram a juntar dinheiro de seu próprio trabalho para levar aquelas crianças para passearem e conhecerem novos horizontes. A ação repercutiu e alguns voluntários se ofereceram para apoiar o trabalho que se organizou como ONG em 2014, passando a oferecer oficinas e cursos gratuitos para jovens, adolescentes e adultos, como informática, manicure e culinária, criando oportunidades para geração de renda.