Busca Avançada

Total de ONGs Cadastradas: 210

Agência do Bem inicia seu primeiro programa de mentoria

No dia 15/05, foram divulgados os ganhadores do 1º Edital do Programa de Mentoria para Líderes Sociais e Comunitários, que já tiveram seu primeiro encontro com a coordenação e presidência da Agência do Bem. Cada representante será contemplado com mentorias conduzidas pela Agência do Bem durante um período de seis meses, voltadas à gestão de projetos e ao desenvolvimento institucional. Abaixo apresentamos as duas lideranças selecionadas e um pouco do trabalho realizado por elas.

Representada por sua atual presidente, Juciara Mathias Teixeira, a organização Casa de Joel está localizada no bairro de Cordovil, zona norte da cidade. Fundada em 2001, a primeira ação da organização foi a construção de uma creche, onde atualmente são atendidas 220 crianças em tempo integral, recebendo apoio educacional e nutricional. Com o passar dos anos, outras iniciativas foram agregadas, incluindo complementação escolar e capacitação profissional para adolescentes, além de projetos que possuem finalidades culturais, recreativas e esportivas. Atuante na Casa de Joel desde 2005, Juciara Mathias Teixeira destaca que dentre os pontos a serem alcançados com a mentoria estão a maior visibilidade das estratégias a serem definidas, melhor compreensão das causas dos obstáculos, bem como sua resolução, e maior comunicação entre a instituição e a comunidade.

Já a associação Movimento Territórios Diversos, fundada em 2013, e formalizada em 2016, surgiu por uma iniciativa da professora Elizabeth da Conceição Manja, que periodicamente reunia jovens numa praça da comunidade de Nova Sepetiba, de maneira informal, trazendo uma alternativa à falta de lazer e cultura local. Nos encontros eram realizadas atividades como declamação de poesias, rodas de música e de dança, dando oportunidade para que os jovens demonstrassem seus talentos. Hoje a associação realiza diferentes atividades sociais dentro das escolas da comunidade, e recentemente inaugurou seu próprio espaço cultural, onde promove atividades como palestras, cineclubes, oficinas de dança e artesanato sustentável.

Depois de dar um grande passo com a criação do projeto e sua estruturação, Elizabeth busca usufruir do programa de mentoria para evitar qualquer erro que comprometa o bom andamento das atividades, além de expandir seu conhecimento na área financeira, captação de recursos e contratações, progredindo nas ações e ampliando o atendimento para os jovens locais.